terça-feira, 14 de março de 2017

O Taxo à moda do PS

Viva o TAXO
O PS passou-se!!!! Então não é que pedem um lugar na ULS Guarda para um dos seus!!!!
O António Carlos Santos. Ou, em alternativa, o Nuno Laginhas. O primeiro trepou à pala do partido e a mulher passou a ser importante por ser do PS. O segundo, nunca teve outra profissão que não fosse à pala do PS. No CLDS e agora na Cercig: deve emprego ao PS.
Mas não é sempre assim?
N~ao é assim que Amaro arranja emprego aos seus? Como foi parar à ULS a Núbia? e as primas da mulher do Carlos Condesso? e tantos outros? Claro que o Saraiva também queria meter lá os seus...

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Amaro vende Hotel a gregos do Villa Erótica


Finalmente Álvaro Amaro consegue resolver a sua única promessa a presidente da Câmara da Guarda: a venda do Hotel de Turismo


O Hotel Turismo da Guarda vai ser vendido durante a próxima semana a uma cadeia Grega de bordéis, de acordo com informações recebidas no nosso jornal pelo Instituto do Turismo de Portugal.

 Foto adaptada a partir deste blog:
http://retratosdeportugal.blogspot.pt/2011/09/guarda-hotel-turismo.html

O governo da Republica Portuguesa, mais concretamente o Ministério da Economia e do Emprego, continua a surpreender com a sua eficácia e rapidez a resolver os problemas da região interior de Portugal.

O Hotel Turismo da Guarda foi colocado no mercado no início do mês de Outubro. Durante esse mês foi noticia em vários meios de comunicação social o insólito de uma equipa de futebol grega ser patrocinada por uma cadeia de bordéis, o Villa Erótica.

Rapidamente o ministro da Economia e do Emprego viu aí a solução para o Hotel Turismo da Guarda. Deu ordens para cancelar toda a sua agenda e deslocou-se pessoalmente à Grécia, onde se reuniu com os accionistas da referida cadeia. Pode comprovar a qualidade e profissionalismo da empresa e em menos de 48 horas um pré-acordo de venda do Hotel Turismo da Guarda foi assinado.

Os representantes da Villa Erótica já visitaram as instalações do Hotel Turismo da Guarda e o contracto de compra e venda irá ser assinado no próximo Domingo, depois da missa.

As obras irão começar de imediato, esperando-se que estejam prontas a tempo da festa da passagem de ano, uma época alta na Serra da Estrela.

A fachada irá ser pintada de cor-de-rosa e no rés-do-chão irão abrir algumas lojas, como uma sex-shop, uma loja de lingerie, uma loja de vinhos especializa em espumantes e um restaurante de comida picante que funcionará 24 horas por dia.

Uma das inovações desta Villa Erótica é que, pela primeira vez, vai ter um piso dedicado aos clientes do sexo feminino. Estudo demográficos indicaram que a zona da Guarda tem uma população muito envelhecida, onde predominam as viúvas, que representam 80% da população acima dos 75 anos, A maioria delas com chorudas reformas conquistadas por anos de trabalho árduo em países do centro da Europa.

Segundo declarações da futura directora do Villa Erótica da Guarda, Créusa Sócrates, "vamos apostar nas viúvas, que perante a sociedade são muito recatadas mas na intimidade estão sempre prontas para a malandrice!"


O "Novas Terras do Interior" entrevistou vários comerciantes da zona envolvente, que se mostraram muito agradados com esta nova vida do Hotel Turismo da Guarda. O gerente da loja "Tudo para o Lar" espera subir a vendas de facas: "Vão aparecer por aqui muitas esposas ciumentas, que irão querer matar o marido se o apanharem a sair do bordel". Já o gerente da loja "Calças e Camisas" espera que as funcionárias do hotel cortem à tesoura a roupa dos clientes, que terão de comprar peças novas antes de regressarem ao lar.

A Câmara Municipal da Guarda também vai ser chamada a ajudar no negócio. Vai criar um túnel que ligará directamente as instalações da CMG ao Hotel Turismo da Guarda. Dessa forma é possível entrar de manhã na CMG para tratar de papelada e discretamente ter algo para fazer enquanto se espera a vez de ser atendido.

Como contrapartida deste negócio, o Ministro da Economia e do Emprego assinou um contracto com a empresa Egimorcelas, que irá abrir uma fábrica de enchidos nos arredores de Atenas.

A redacção do "Novas Terras do Interior" aguarda com grande expectativa a reabertura do Hotel Turismo da Guarda e promete fazer reportagens detalhadas sobre os serviços oferecidos.

Noticia publicada no jornal fictício "Novas Terras do Interior"

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Câmara da Guarda gasta meio milhão em rotundas












A propósito dos gastos com duas rotundas , o Jornal “O Interior” vem de novo colocar o tema na primeira página do jornal.
O Executivo Municipal não gostou, respondeu no Facebook.
Também haverá resposta de viva voz no dia da inauguração, pelo Presidente da Câmara.É bom que o faça porque a resposta ao jornal não esclarece coisa nenhuma e há mesmo uma rua que já foi requalificada mais que uma vez e volta a estar na lista das ruas a requalificar no “Auto de Consignação de Empreitadas” assinado no passado dia 21 de Julho. Refiro-me à Rua do Facheiro que deve ter sido a rua mais intervencionada na Guarda, juntamente com a Avenida de S. Miguel.
Eis a resposta ao Jornal:
O Jornal “O Interior” colocou em manchete na edição desta semana o título: “Câmara Municipal da Guarda gasta meio milhão de euros em rotundas”.
Refutamos este título porque ele não corresponde à verdade. (in Sol da Guarda)

Assim: A Câmara da Guarda diz que o jornal mente, porque as rotundas não custam meio milhão.
Vejamos, outro comentário:

A Câmara é a dona da verdade e por isso não gosta do contraditório, nem gosta que digam que se gasta dinheiro em rotundas. 
Valores: obra feita por A. Saraiva: 278.226€; 
Escultura da mão morta/Dora Tracana: 92.150€; 
Estrutura base da mão morta: 43.050€; 
Cubo cristal: 84.000€. 
Total (com IVA incluído): 497.426€
Mais projecto feito pelos técnicos da câmara. 
Ou seja, meio milhão de euros! 
Amaro pode não gostar que se diga que se gastou meio milhão de euros, mas a aritmética não deixa dúvidas. Até pode dizer que qualificou a rua ao lado e a de cima e a de baixo, mas o dinheiro foi gasto e ponto. 
E a questão é: valeu a pena? Talvez. Mas era necessário? Não. Fica bonito? Depende do gosto. Por quanto tempo? Meia dúzia de anos...

Em síntese: os donos da verdade, na Guarda, odeiam que se diga a verdade que não é deles.
A requalificação não custa MEIO MILHÃO, como diz o jornal. A requalificação custa 497 mil euros... Desculpem lá o jornal por ter exagerado em 3 mil euros. 

segunda-feira, 28 de março de 2016

A promiscuídade na Câmara da Guarda

É vox populi.
Não há nada de novo.
No jornal O Interior, Cláudia Teixeira escreve, ao de leve, as relações promíscuas entre a Câmara da Guarda, o vice Carlos Monteiro e o escritório de advogados de que é sócio Carlos Monteiro. Coisa irrelevante, claro. Ainda que as más línguas digam que isto é corrupção!!!
http://www.ointerior.pt/noticia.asp?idEdicao=855&id=50591&idSeccao=12185&Action=noticia

 

segunda-feira, 21 de março de 2016

O Exterminador Implacável

Cortar para plantar não é educar!
Foi a frase de hoje.
Álvaro Amaro em vez de ler e interpretar preferiu ofender as pessoas que civilizadamente protestaram mais uma vez pelo abate de árvores. Sem educação, nem respeito por ninguém, o presidente atacou as pessoas que pensam diferente e defendem a Natureza. Uma vergonha que põe em evidência o quanto este homem é pequenino.



quarta-feira, 16 de março de 2016

Um bocadinho de recato não ficaria mal a estes vaidosões da Câmara da Guarda. Levaram à Moda Lisboa dois cobertores de papa e uma manta/casaco como vestimenta modernaça. Vendas: zero! Impacto: zero! Mas os parolos cá da terra gostam. E põem likes para ser simpáticos com o senhor presidente. O Béu-Béu Condesso partilhou a foto da "Equipa Fashion": 5 funcionários da Câmara da Guarda, para fazer as fotografias e o vídeo de tão ilustre presença por Lx. E o chefe de gabinete de Amaro por Lisboa a desfilar e a exibir o vácuo da sua existência. Depois seguem para o Porto. Quanto custa esta vaidade? Quem paga? O deslumbramento é a coisa mais pacóvia que existe, entretanto o rura Amaro já anunciou que a Guarda também vai fazer um Moda Fashion. Quem não sabe o que fazer ao dinheiro gasta-o em moda!